Paternidade Socioafetiva

setembro 21, 2015

  • PATERNIDADE SOCIOAFETIVA

    Matéria publicada na TV Justiça
  • Matéria veiculada na TV Justiça
    03 de novembro 2010

    Assumir a paternidade do filho da companheira: uma atitude cada vez mais comum na estrutura das famílias. Quando essa relação baseada no afeto e na convivência está oficializada no registro da criança, o documento não pode ser alterado se o casal se separar. Esse é o entendimento dos tribunais brasileiros.

Deixe uma resposta
Síndrome do Ninho VazioA voz também precisa de cuidados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>